Água fresca... para ideias com sede...

terça-feira, maio 22

Luandino em conversa

José Luandino Vieira (18/05/2007)

Não conhecia Luandino a não ser dos seus livros, cujas páginas devorei, numa mistura de recordação e curiosidade. "Ouvindo" palavras que me soavam tão próximas e ao mesmo tempo tão distantes...
Admirando a "vida" que empresta à sua linguagem, encontrei-me à frente de uma personagem fascinante, numa conversa franca em que deu a conhecer aos presentes uma vida de luta pelos ideais, uma tranquilidade que se vai aprendendo com os mais velhos, os valores da liberdade e da justiça.
Quero crer que foi uma lição de vida aos mais novos presentes. Para os outros, o reconhecimento de que as utopias não morrem e que o nosso mundo pode mudar se nós próprios fizermos todos os dias algo para o melhorar.
Foi muito bom ter ouvido Luandino; melhor ainda quando voltar a encontrá-lo.

5 comentários:

Anónimo disse...

Sim. Luandino Vieira. O escritor sábio. O homem da tranquilidade, da harmonia, da vida intensamente vivida. O homem coragem. Expressivo. De um sentido profundo do outro. O homem-justiça.

Luandino merece sempre a pena ser ouvido, lido ou, simplesmente sentido pelo que escreve ou diz.

Luandino Vieira - um escritor para sempre.

daniel sant'iago disse...

Apetecia-me lá ter estado...
Beijo.

ana b. disse...

Daniel Sant'Iago
Pois... eu sei... que gostaria de ter lá estado. Se quiser aproveitar... um dia destes estaremos (os amigos), de novo, com ele.
Beijo

ana b. disse...

Anónimo
Tem toda a razão. Luandino é uma pessoa com quem se aprende muito.
Volte sempre.

Anónimo disse...

O nome de baptismo de José Luandino Vieira é José Vieira Mateus da Graça, que escolheu o nome Luandino por amor a Luanda, por cuja identidade lutou, tendo ainda contribuido para o nascimento da República Popular de Angola.

Related Posts with Thumbnails