Água fresca... para ideias com sede...

quinta-feira, maio 17

STEVE BIKO


Stephen Bantu Biko (18 de Dezembro de 1946 - 12 de Setembro de 1977) foi um conhecido activista do movimento anti-apartheid na África do Sul, durante a década de 1960.
Insatisfeito com a União Nacional de Estudantes Sul-africanos (National Union of South African Students((en))), da qual era membro, participou da fundação, em 1968, da Organização dos Estudantes Sul-africanos (South African Students' Organisation). Em 1972, tornou-se presidente honorário da Convenção dos Negros (Black People's Convention).
Em Março de 1973, no ápice do regime de segregação racial (Apartheid), foi "banido", o que significava que Biko estava proibido de comunicar com mais de uma pessoa por vez e, portanto, de realizar discursos. Também foi proibida a citação a qualquer de suas declarações anteriores, tivessem sido feitas em discursos ou mesmo em simples conversas pessoais.
Em 6 de Setembro de 1977 foi preso em bloqueio rodoviário organizado pela polícia. Levado sob custódia, foi acorrentado às grades de uma janela da penitenciária durante um dia inteiro e sofreu grave traumatismo craniano. Em 11 de Setembro, foi embarcado num veículo policial e transportado para outra prisão. Biko morreu durante o trajecto e a polícia alegou que a morte se devera a "prolongada greve de fome empreendida pelo prisioneiro".
Em 7 de Outubro de 2003, autoridades do Ministério Público Sul-africano anunciaram que os cinco policiais envolvidos no assassinato de Biko não seriam processados, devido a falta de provas. Alegaram também que a acusação de assassinato não se sustentaria por não haver testemunhas dos actos supostamente cometidos contra Biko. Levou-se em consideração a possibilidade de acusar os envolvidos por Lesão Corporal seguida de morte, mas como os factos ocorreram em 1977, tal crime teria caducado (não seria mais passível de processo criminal) segundo as leis do país.

2 comentários:

Najara Gonçalves disse...

Biko foi um grande homem! Além de líder negro, foi alguém que representa força e determinação. Sua história de vida e trajetória de luta fazem qualquer um repensar a sua posição no mundo e o papel na transformação da realidade social que oprime e discrimina. Tomemos esta história como modelo!

negrafo disse...

Estou encantada e orgulhosa em poder conhecer mais um de nossos heróis negros, que deu sua vida para que seu povo pudesse ter mais vida e tivessem coragem de resistir como fizeram nosso ancestrais. Estou muito feliz em ter a graça de conhecer o filho de Steve Biko, na Conferência em Salvador no mês de outubro-2007.
Valeu Biko, valeu povo negro.

Silvana Sampaio Gomes- Salvador - Bahia

Related Posts with Thumbnails